➤Siga nosso perfil oficial no Twitter , Se Inscreva em nosso canal no YouTube "MultiMidia Info"
.

Bancos prometem adiar dívidas sem multas, mas clientes contestam serviço

Estadão Conteúdo / Shutterstock

Os bancos colocaram em prática esta semana novas regras para clientes que estão com dinheiro curto depois que as restrições determinadas pelo governo para conter o novo coronavírus acabaram afetando a vida financeira de famílias e empresas. Entre as novas condições, Banco do Brasil, Caixa, Itaú Unibanco, Bradesco e Santander dizem que vão prorrogar pagamento de dívidas sem a cobrança multas.

As medidas foram tomadas depois que o Banco Central liberou R$ 56 bilhões que os bancos são obrigados a deixar separados, como colchão de segurança. Dessa forma, as instituições financeiras puderam aumentar as linhas de crédito sem custo extra para elas. Mas clientes dizem que não estão conseguindo acessar o benefício. Além de pessoas com dificuldades para obter informações sobre como prorrogar as parcelas, há consumidores que relatam que tiveram o pedido negado ou, quando conseguem a mudança, há cobrança de juros pelo tempo a mais do parcelamento.
Categorias:

Postar um comentário

0 Comentários
*Por favor não faça spam aquí. Todos os comentários são revisados por um administrador.

Comente com o Facebook:

Top Post Ad

Below Post Ad