A empresa aceitou criptomoedas como pagamento, e dois compradores pagaram por suas casas com Bitcoin.


Existe uma startup que literalmente imprime casas. Usando tecnologia de impressão 3D e um material chamado Light Stone Material (LSM), uma mistura de minerais e polímero plástico, a Mighty Buildings consegue construir casas reduzindo horas de trabalho.

A empresa anunciou que vai construir a primeira comunidade inteiramente formada por casas impressas em 3D. Será em Rancho Mirage, cidade do Coachella Valley, na Califórnia, e as obras serão iniciadas no final de 2021.

Segundo a incorporadora do projeto, Palari, o empreendimento será concluído em apenas um ano e meio, menos da metade de o que um convencional tomaria. A velocidade é explicada pelo fato de que os painéis internos e externos da Mighty Buildings são impressos em menos de 24 horas.

Os painéis usados ​​nas casas são impressos por robôs com um material patenteado que endurece quando exposto à luz ultravioleta. A empresa garante que fica mais duro e mais leve que o concreto, com longevidade de mais de 70 anos.

A comunidade incluirá inicialmente 15 casas ecológicas feitas de painéis impressos em 3D. Cada casa terá 440 metros quadrados com três quartos e dois banheiros, com piscina e deck, por US $ 595.000, cerca de R$ 3.2 milhões.

A pré-venda começou no final de fevereiro e se esgotou em poucos dias. A Palari disse que a maioria dos compradores são millennials experientes em tecnologia que valorizam a sustentabilidade. Existem recursos sustentáveis ​​embutidos nas casas, como filtragem de água e iluminação.

A empresa aceitou criptomoedas como pagamento, e dois compradores pagaram por suas casas com Bitcoin.

“Foi reconfortante ver tamanha demanda por essas casas”, disse Basil Starr, CEO da Palari.


Fonte: livecoins

Deixe seu comentário:

Postagem Anterior Próxima Postagem

Cotação em tempo real do Bitcoin: